Quarto de criança com cara de Pinterest

Algumas dicas para ter sucesso na hora de montar ambientes originais e criativos para os pequenos

Planejar um quarto de criança é tarefa das mais deliciosas para nós que pensamos na decoração como expressão de identidade e uma forma de se posicionar no mundo. Atualmente, vemos que os desejos dos pais e mães de diferentes estilos passam sempre pela busca de um ambiente que seja tanto estimulante quanto seguro. E para isso, muita pesquisa e muita inspiração são necessárias.

Uma das ferramentas mais populares para a busca de referências de decor têm sido o Pinterest. A chamada “cara de Pinterest” já é uma expressão corriqueira pra várias pessoas. Esse fenômeno tem muito a ver com a cultura do faça você mesmo. Pense em decoração com alma e das estéticas que prezam o conforto, a funcionalidade e os detalhes que dão charme aos ambientes.

Inspiração e realidade no quarto de criança

Estamos em pleno momento de popularização da decoração de reuso e da redução do consumo sem significado. Cada vez mais percebemos a relevância disso no mundo. No Brasil essas ideias (e ideais) ainda podem parecer uma novidade, e muitas das imagens que encontramos no Pinterest refletem uma realidade que não é exatamente a nossa. Países europeus e mesmo os Estados Unidos (de onde saem a maior parte das imagens encontradas no Pinterest) têm formas bem diferentes de organizar suas casas. E de pensar no quarto dos filhos, por exemplo. Assim, podemos dizer que existem duas coisas que se tornaram um desafio para nós: excesso de brinquedos e o fato de que nem tudo precisa combinar.

O certo é o que funciona

Na decoração de reuso, o que é certo é o que funciona para o dono da casa. Pensando assim, e aplicando para o quarto de bebês e crianças a gente pensa primeiro em funcionalidade. A partir disso unimos os elementos através de um estilo. Para além dos movimentos, como a decoração inspirada no design nórdico ou no método Montessori existem muitas coisas que precisam ser avaliadas e consideradas a partir do dia a dia da família.

Muitos caixotes e pallets não funcionam se a criança é alérgica, por exemplo. As camas tipo casinha podem parecer entulhadas se o seu espaço não for grande ou não tiver pé-direito suficiente. Em casas muito frias, pode ser difícil fazer adaptações para caminhas muito próximas do chão… Estantes de brinquedos e guarda-roupas abertos podem ser aflitivos para algumas pessoas…

A gente realmente parte do princípio que se não faz sentido, esqueça.

Pé no chão

Outro ponto que a gente chama a atenção nessa história de “cara de Pinterest” é sobre a história de fazer você mesmo. É preciso uma boa auto avaliação. Se você não for paciente e bom nas atividades manuais contrate alguém pra fazer ou compre pronto! A gente acredita (e ama!) que é possível realizar muitas coisas com as próprias mãos. Mas, se você não tem habilidade, o resultado final do ambiente fica comprometido. Lembre-se que uma pintura bem feita pode fazer muita diferença. Existe até uma hashtag #pinterestfail pra quem se diverte com as tentativas frustradas!

Pensando no método Montessori

As ideias da italiana Maria Montessori, médica e professora de antropologia do início do século XX ganham a cada dia mais admiradores e adeptos. Criadora da metodologia Montessori que é aplicada em escolas e em tudo relativo ao desenvolvimento dos bebês e crianças, Maria descobriu a importância do aprendizado através dos sentidos. E principalmente, que para o desenvolvimento do cérebro e a compreensão de conceitos abstratos, é preciso primeiro tocar com as mãos.

Bem, não somos especialistas na metodologia, e para quem quer aplicar os conceitos de forma global em casa e nos quartinhos, sempre indicamos profissionais que trabalham especificamente com isso. Mas, essa breve explicação é pra dizer que hoje, essa é uma das ideias para quartos de criança mais procuradas, que preza a autonomia das descobertas.

Tivemos alguns clientes de consultoria que nos disseram que ficaram super felizes com a escolha do quarto montessoriano, que as crianças estavam bem livres, mas que sentiram resistências de outros membros da família, principalmente das avós, acostumadas a móveis mais pomposos e maior quantidade de brinquedos. #realidades

Pensando sobre a transição – de bebê a criança

No que se refere às decorações que fazemos para quartos e cantos infantis, sem necessariamente partir do método Montessori, nossos clientes adoram o fato de não deixarmos o ambiente amarrado a uma marcenaria. Isso permite que os investimentos no quarto sejam feitos à medida que as crianças vão crescendo. Percebendo as necessidades e adaptando. Essa é uma ideia boa – pense que do bebê ao adolescente muita coisa muda. Inclusive a necessidade de móveis.

Um problema bem comum aqui no Brasil é a cultura muito forte do quarto de bebê montado com móveis pesados e feitos de laca. O que acontece é que quando o quarto precisa ser modificado para uma criança maior brincar surgem problemas. No geral, os móveis são enormes, tomam muito espaço e fica tudo desconexo. Talvez por perceber isso, e pela necessidade de divertir as crianças dentro de casa, que o montessoriano têm sido tão bem aceito nos últimos tempos. Pra pensar…

Ponto de atenção – brinquedos

Na nossa opinião a maior dificuldade na hora de pensar um quarto para bebês e crianças é o excesso de brinquedos. Quanto mais brinquedos e quanto maiores eles são, mas difícil é guardar. E principalmente conferir à decoração aquela imagem de Pinterest que muitos buscam. Como falamos, na maior parte das referências de quartos nessa rede social, temos uma pegada mais “nórdica” onde impera o minimalismo.

Referências da vida real para um quarto de criança

Bem, mas como estamos falando de referências separamos algumas fotos de projetos que fizemos. Casas reais, onde tudo foi pensado para ser usado e para facilitar o dia a dia da família.

Quartinhos • A gente acha que é muito legal para praticamente todos os quartinhos: colchão no chão mesmo que seja só para brincadeiras, tapete EVA, rack ou móvel baixo pros brinquedos, ganchos baixos para a criança pendurar roupas e mochila.

cama de pallet com espaço para guardar livros Rolo de paple para as crianças desenharem livremente Penduradores e estantes ao alcance das crianças Quarto de criança com organizadores de livros e brinquedos Adesivos nas paredes em quartos infantis Desenhos das crianças emoldurados para enfeitar o quarto


Canto da criança • Além de pensar num quarto de criança, amamos a ideia de delimitar outros ambientes da casa. Seja com uma pintura diferente, com adesivos… Achamos importante a criança saber que aquele espaço é dela (mesmo que um pequeno espaço). Sendo assim, a gente acha mais fácil ficar claro que ela tem que cuidar daquele cantinho. Mas, sem neuras, do jeito dela: recolher os brinquedos, expor os itens que mais gosta, etc…

Existem itens de fácil aquisição e aproveitamento nos quais geralmente investimos. Mesinhas e cadeiras, ganchos de escalada e prateleiras expositoras para livros. Coisas que funcionam em ambientes compartilhados entre adultos e crianças:  adesivos coloridos e grama sintética no lugar de EVA. Achamos fundamental: cestos para guardar os brinquedos. Amamos tanto os de plástico quanto de outros materiais, como palha ou tecido, depende do gosto. 

quarto de brinquedos com espaço pra bagunçar e organizar cantinho da criança na sala de casa cantinho da criança incorporado à casa cantinho de leitura com futon e estante baixa

cestos organizadores de livros e brinquedos

Para comprar móveis para o quarto de criança

Essa parte pode ser a favorita de muita gente. Somos entusiastas do garimpo, daquela olhada boa em lojas especializadas em mobiliário de bebês e crianças e mesmo naquelas não direcionadas ao decor infantil. Mas, das dicas infalíveis, adoramos os móveis de quarto de criança da Maria Joaquina Marcenaria. E sempre consideramos a TokStok e Etna. Pois são redes que ficaram famosas justamente pela pegada mais minimalista e funcional do mobiliário (a tal cara de Pinterest!). Muita atenção à segurança! Então, observe o acabamento, a existência de peças pequenas e quinas. E também lugares que podem prender dedinhos… Móveis aprovados para crianças dentro de normas de segurança sempre são uma boa.

No mais, cada caso é um caso, cada família tem suas necessidades e orçamento. Mais importante que um estilo para o quarto de criança é o ambiente fazer sentido. Uma boa dica final é encarar a decoração do quarto do bebê ou da criança como algo em permanente construção. A cada nova fase, novas necessidades. Busque referências que permitam que isso seja possível. O resultado vai ser o melhor para vocês!

Quer ver mais fotos de ideias para um quarto de criança? Claro que o Buji tem um Pinterest!

Então, siga a gente por lá!