Detalhes coloridos trazem conforto para esta decoração

Livros, quadros, plantas e flores encheram de alma esse apartamento aconchegante.

A querida Cris chamou o Buji em seu apartamento para “dar aquele toque final”. Saída de uma obra com projeto assinado por um arquiteto amigo – e apaixonada por detalhes coloridos – ela desejava trazer mais vida pra decoração sem pesar a mão no uso das cores, que tanto adora.

decoração colorida  

Coube a  nós pontuar o projeto com os objetos que a cliente já tinha e indicar comprinhas na medida para transformar salas de estar e jantar num canto pra toda a família curtir a rotina do lar.

Livros separados por cor: estrelas do canto de leitura

Organizar os livros numa estante tendo como parâmetro o agrupamento pelas cores é assunto que rende discussões acaloradas. Muitos argumentam – e com razão – que dessa forma fica impossível encontrar uma publicação com facilidade. Mas se você não consulta seus livros com frequência, e os mantem no ambiente simplesmente porque não imagina a vida sem eles, organizá-los de uma maneira mais decorativa é uma ótima dica para deixar o ambiente com cara de arrumado.

No apê da Cris os livros eram muitos mas os temas acabam sendo muito complementares, dessa forma fomos autorizadas a usar a maioria das publicações “para colorir”, e os livros de consulta foram parar na prateleira do escritório.  Para completar a nova cara da sala os clientes adquiriram um tapete da Punto e Filo – que são produzidos através de um processo praticamente artesanal e são puro conforto e beleza. Compraram uma luminária articulada, algumas plantas, e os recém-emoldurados quadros do filho do casal e da artista Ale Kalko finalmente ganharam seu espaço juntinhos na parede assim como os pôsteres trazidos de viagem. O que deixou o canto de leitura e o espaço para assistir tv bem mais definidos.

Os detalhes coloridos de uma florida sala de jantar

Decoração coloridaDecoração colorida

Na primeira visita que fizemos ao apartamento da Cris o banco ficava perto da parede, para que as pessoas pudessem apoiar as costas… Dai a gente orientou a Cris a testá-lo por um tempo do lado de cá da mesa, como se fosse um convite para sentar sem compromisso, às vezes de frente pra quem tá na sala. De resto a gente selecionou e pendurou esse quadro que não poderia ter ido pra outro lugar, e os pratos que desde o dia 1 ela segurava nos dizendo que tinha pensado em colocar ali, perto do fogão. Dai surgiu essa sala de jantar, que sempre esteve ali e só precisava que seus itens fossem colocados no lugar certo.

A essa família linda, agradecemos por acreditarem no nosso trabalho e desejamos uma vida cheia de saúde, amor, cor e felicidade.

 

Fotos: Lucas Ohashi