No lugar de portas, que tal cortinas!?

Cortinas dão aconchego, dividem espaços sem bloquear a passagem e são boas em esconder baguncinhas

Existem elementos da decoração que proporcionam imediatamente a sensação de conforto e aconchego. Os tecidos estão com certeza nessa lista, você pode pensar em almofadas e cortinas, por exemplo. Em muito projetos, usamos a cortina como protagonista, em outros, ela surge como forma de acabamento. E volta e meia as cortinas aparecem para nós como uma ideia para substituir portas, seja de ambientes, armários, e mesmo de cômodos.

Que tal cortinas!?

Muitas vezes optamos por usar as cortinas no lugar de portas. Cortinas são versáteis e nos dão a possibilidade de criar pontos de cor no ambiente ou de neutralizar espaços muito frios.

Uma cortina pode ser bem mais barata que uma porta. Mas o valor final depende do tecido, do tamanho e do tipo de suporte que vai usar. Se você optar por uma cortina comprada pronta ou feita sob medida, e se você precisará de alguém para fixar o suporte são também alguns dos fatores importantes no custo.

Pronta ou sob medida?

Cortinas prontas custam, no geral, mais barato, já que foram produzidas em escala industrial. Mas, para usar uma cortina pronta é preciso que as medidas do lugar onde quer colocá-la sejam convencionais. É possível realizar pequenas customizações em altura, mas se o projeto exigir medidas fora do padrão, ou algum tipo de tecido específico, uma cor difícil de achar, aí será preciso fazer sob encomenda.

Para fazer sob medida existem desde as casas de costura especializadas em cortinas até mesmo as costureiras de confiança. A escolha do que é melhor depende da complexidade do acabamento. Mandando fazer você tem que pensar no custo da mão de obra (mais especializada = maior valor) e custo da matéria prima (tecidos mais nobres = maior valor).

Instalando os suportes

Para fixar varões, cabos de aço ou trilhos é preciso colocar a furadeira para trabalhar. São poucos furos, e a complexidade é mínima, mas pode ser que seja preciso chamar alguém para fazer esse serviço. Nossa melhor dica é primeiro buscar entre as pessoas conhecidas. Se não for possível uma mão amiga e o jeito for contratar alguém, aproveite o investimento! Geralmente os profissionais que chamamos de “faz tudo” cobram por visita ou por hora, então já planeje outras instalações e pequenos reparos.

DIY

Tá, mas dá pra fazer de um jeito simples? Com certeza. Se não for um espaço enorme, ou muito difícil de instalar a cortina, você pode comprar a cortina pronta e dá pra usar um varão ajustável que não precisa de furos (muito usado para cortinas de chuveiros). E existem também tecidos mais encorpados que podem ser deixados sem costura. A cortina surge usando o tecido em dobro, fazendo ele passar por cima do varão. Olha, há muitas possibilidades dentro da ideia do faça você mesmo. 

Pensando em soluções

Algumas situações que a gente já usou cortinas no lugar de portas e que amamos o resultado:

Espaço • Quando cada centímetro conta, a cortina vira aliada. Ela não precisa do espaço de abertura de uma porta convencional e custa mais barato que portas de correr.

Espaços multiuso • Na hora de separar espaços com muita circulação, uma cortina pode ser a resposta. Entre uma lavanderia e cozinha, ela fica aberta no dia a dia, e pode ser fechada na hora de receber uma visita especial. Entre uma área de serviço e um escritório home office, ela ajuda delimitar as esferas de trabalho e casa e dá mais privacidade, por exemplo.

Elemento lúdico • Pra dar um ar mais lúdico, teatral ao ambiente. Cortina separando cômodos que se interligam, ou mesmo criando uma separação de ambientes dentro de um mesmo cômodo tem um ar retrô e charmoso.

Organizando • Para fechar armários, closets, prateleiras debaixo da pia de cozinha, prateleiras de área, de brinquedos… É linda a ideia de não acumular muitas coisas na vida e na casa, de não ter espaços que permitam que a bagunça aconteça e que tudo possa ficar a mostra. Mas isso não é a realidade da maioria das casas que a gente conhece, muitas vezes tem que esconder as baguncinhas, sim! E as cortinas são maravilhosas para isso.

Solução de segurança • Em um projeto de uma escola utilizamos cortinas para os banheiros das crianças pequenas, para elas não se trancarem. Essa ideia pode ser ótima para quartinhos suíte de crianças. Assim como para casas com idosos ou pessoas com dificuldades de mobilidade.

Cortinas para armários de roupas

Cortinas para separar o home office da área de serviço

cortina separando cômodos

Cortina criando um ambiente mais lúdico

cortinas para ambientes de crianças

Cuidados com as cortinas

Itens de tecido na decoração precisam ser lavados em algum momento. Não há como fugir do acúmulo de poeira. Então, é interessante fixar a cortina de um jeito que fique prático para ela ser retirada e recolocada.

É importante também lembrar que uma cortina é sempre mais frágil que uma porta. Portanto, o cuidado com a fixação do varão, cabo de aço ou trilho é fundamental. Principalmente em ambientes com muita circulação de pessoas, crianças ou pets. Atenção também se a cortina será movimentada muitas vezes ao dia.

Dica final e onde comprar cortinas

Tá pensando em usar uma cortina como porta na sua casa e não sabe muito bem como escolher um tecido? Um voil branco ou tecido fininho – não tem erro!

Para comprar, dê uma cotada em casas de cortinas, das pequenas às grandes. Mas pela nossa experiência, as mega lojas para artigos de casa e decoração costumam ter boas opções de cortinas mais leves, com bons tecidos e design mais interessante. Principalmente para quem procura modelos minimalistas, que são bem difíceis de achar. Nas capitais, a gente acha sempre bom dar uma passada na Leroy Merlin, TokStok ou Etna.

Se você já viu alguma solução bem criativa para fazer e pendurar cortinas, manda pra gente! Amamos conhecer e pensar sobre jeitinhos e possibilidades!

E se quiser ver mais fotos dos nossos projetos, acompanhe o Pinterest do Buji!